Olhar Pentecostal analisa "Obra Prima" de Damares

Considerado por muitos o mais esperado lançamento gospel do ano, o CD 'Obra Prima' acaba de ser lançado. O álbum foi produzido por Melk Carvalhêdo e Rogério Vieira e lançado pela Sony Music.

Então vamos para a análise:

'Geração que Clama' começa com uma bela introdução declamada e logo no começo percebemos que se trata de uma faixa leve e 'pra cima', mas nem por isso a letra é fraca e é bem ao contrário, a letra é um dos pontos fortes. 'Deus quer colocar de pé uma geração que ainda clama' fala sobre a fé genuína e sobre a morte de coisas velhas para vivenciar o novo de Deus. Arranjos se sobressaem, a bateria em especial. O Vocal também veio na medida.A primeira canção que abre o disco cumpre a missão de dar as boas vindas em alto estilo.

'Perfeito Louvor' tem um coral declarando 'santo' logo de início. Versa sobre corações quebrantados para adorar e convida o ouvinte a adorar dizendo 'santo, santo'. Percebemos uma mudança de clima assim que o primeiro refrão termina, a faixa ganha força e os arranjos aparecem com destaque. O refrão é curto e isso tira um pouco do brilho, poderia ser melhor aproveitada. Os arranjos  ganha destaque pois não deixa a canção cansativa.

A terceira faixa foi escolhida como primeiro single. 'Ressuscita' fala de sonhos e de esperança. A letra, principalmente da primeira estrofe, é bem emocionante, e destaca que a história não termina na tristeza. A faixa é boa de se ouvir, mas não é aquele pentecostal que esperávamos. Para ouvir o single, clique AQUI

O título do CD é a quarta canção. 'Obra Prima', como já dissemos em outra publicação tem uma letra legal, mas não tem uma construção muito harmônica - ao ouvir pela primeira vez temos até uma certa dificuldade em saber onde começa e onde acaba o refrão. A letra é uma declaração de tudo aquilo que o Senhor é, seu poder e sua magnitude. É a primeira faixa mais 'pentecostal', por assim dizer, desda as primeiras canções.
'Sou o que sou' se tornou a queridinha de muitas pessoas desde a liberação do teaser do CD. A canção é cantada em primeira pessoa como se fosse Deus dizendo o que faz, o que é e seu poder. O Pop pentecostal fica evidenciado nesta faixa que é bem desenvolvida, guitarra e bateria fizeram uma parceria e tanto nessa canção. A parte que repete 'eu sou o que sou' ficou um pouco enjoativa (poderia ter menos repetição), mas só isso também, o restante está bem construído e merece a popularidade que tem e que terá assim que mais pessoas ouvirem.

Na sequência tem minha favorita; 'Nas Mãos de Deus'. Confesso que ao ouvir esse trecho no teaser não curti muito não, mas ao ouvir inteira me rendi completamente. Não é pentecostal, mas tem uma profundidade incrível, é emocionante e tocante. A letra é declaração de fé e esperança pois tudo que precisamos está nas mãos de Deus. Assim que ouvi já imaginei a cantora cantando em grande coro com grupos de louvor de todo Brasil. É fácil de aprender, gruda na mente e tem tudo para ser um grande hit.

'Vou Louvar' volta a animar o disco. Arranjos fazendo festa dá o tom alegra da faixa. É a cara de canções que abrem DVDs sabe? Boa de ouvir e descontraída. Gostei dela.

A próxima canção é 'Na Orla do Teu Manto'. A primeira estrofe tem uma melodia envolvente e mais do que isso, precisamos dizer como a voz de Damares está linda (até aveludada). A faixa fala de rendição para sentir a virtude do mestre, versando sobre a passagem da mulher do fluxo de sangue. Mas a beleza que tem a estrofe não continua no refrão que tem uma construção básica demais para uma faixa que poderia se desenrolar de outra forma e não apenas com 'na orla do teu manto...' vindo com um complemento e depois repetindo de novo e de novo.

'Brilha' começa sem arranjos, só vocal declarando que Jesus é quem deve brilhar e depois a cantora se une a eles. 'Que eu seja um candeeiro aceso' é a parte que mais soa estranho, pois o termo 'candeeiro' (que é um dispositivo que serve para distribuir, filtrar ou transformar a luz) não é nada comercial, pelo contrário, é estranho e, em canções, o comum é ter palavras que sejam de conhecimento popular. O refrão é muito repetitivo, sem contar que nesse contexto já temos 'Brilha Deus' de Suellen Lima. Ou seja, poderia ficar de fora do repertório. A ponte é a melhor parte da faixa. Mas ainda acho que um forrózinho cairia melhor.

'Ouve Senhor' dá um novo fôlego para quem, nesse ponto, não está ouvindo quase nada de pentecostal. Temos aqui um belo pop pentecostal com refrão bem trabalhado. É uma oração cantada, mas com pegada. Os arranjos indo da simplicidade até batidas mais pesadas ficaram agradáveis e bem perceptíveis - o que é bem legal. Pelo conjunto da obra, é uma das minhas favoritas.

'Sobrevivi' traz um resgate histórico sobre a história de Moisés e o povo que passaram dificuldades, mas sobreviveram com Deus. Depois é incluída a passagem da muralha de Jericó, onde o mesmo contexto é aplicado. O refrão é gostoso de ouvir, embora as rimas sejam até previsíveis por causa da simplicidade.

Na sequência podemos ouvir 'A Glória é Tua' que vem para escrever uma nova página musical na história de Damares. O destaque para o ego humano acaba aqui. A faixa declara que a glória é Deus e pede pra Ele livrar nosso corações dos anseios da fama e dos aplausos. Embora essa mensagem seja forte, verídica e necessária, o refrão (mais uma vez) é pautado na repetição e simplicidade. Embora pareça uma tendência dos compositores, esses poderiam trabalhar mais nos refrões assim como acontece com as estrofes que ultimamente tem ficado mais bonitas que os coros (momento desabafo).

'Poema de Amor' como o próprio título diz vem para nos presentear com um tom sutil, leve e profundo. É uma declaração de amor a Deus. É simples, mas nesse contexto não poderia ser de outra forma. Gostei de ouvir a voz de Damares nessa canção. Foge do pentecostal, mas ficando bonito é o que importa né?. Até acho que o incremento de arranjos mais pesados poderia ter ficado de fora - o tom meigo da faixa 'casaria' melhor com arranjos mais simples como os do começo.

'Adoremos' é a faixa escolhida para encerrar o trabalho. Começa declarando que ele É e sempre será. Nem preciso comentar sobre a construção do refrão né? Repetições de 'adoremos' tem pra dar e vender. É uma mistura de canções animadas com fundo de pentecostal que fica evidente nas batidas da bateria e na própria letra. É legalzinha, mas não empolga tanto assim. A canção 'Vou Louvar' encerraria com mais brilho.


CONCLUSÃO:

Depois de três anos aguardando um disco inédito acredito que o novo CD chega em meio a muita expectativa e isso pode frustar (pelo menos um pouco) quem estava esperando algo bem pentecostal. O disco está diversificado voltado mais ao estilo 'adoração', passando pelo pop pentecostal e faixas animadinhas. O resultado final agrada porque independentemente do estilo, o repertório é bom, diferente da capa e do single que não tiveram o efeito positivo que se esperava.

Senti falta de pelo menos um forrózinho, uma faixa sobre o arrebatamento e pelo menos uma participação especial. Quem sabe na próxima?!

Concluo dizendo que 'Obra Prima' não é um disco genuinamente Pentecostal (infelizmente 2016 parece ser o ano de poucos CDs pentecostais ). Mas sei que algumas canções vão sim cair nas graças do público. 

Minhas favoritas são: 'Nas Mãos de Deus', 'Ouve Senhor', 'Sou o que Sou', 'Vem Louvar', 'Geração que Clama' e 'Poema de Amor'.

Quem já ouviu o CD e quiser compartilhar sua opinião, fique a vontade!

Tiago Terciotty l Olhar Pentecostal
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

25 comentários

Clique aqui para comentários
Anônimo
4/11/16 5:16 PM ×

O repertório tá legal e a voz dela está linda, e ela arrasou na canção Sou o Que Sou, lembra mto a canção Implacável de Rayssa e Ravel, e certamente também é composição de Cláudio Louvor, aliás está faltando isso na análise: nome dos compositores.

Balas
avatar
admin
Anônimo
4/11/16 5:26 PM ×

Na minha opinião a Faixa "Perfeito Louvor" é a melhor! Que espetáculo é aquele no final do hino! 😍 Ficou perfeito arrepiei naquele final!

Balas
avatar
admin
4/11/16 7:21 PM ×

Eu acho que faltou um forró e também arrebatamento. Mas volta pra o próximo Cd. Não esqueça do compositor de Agailton. Deus é tremendo!

Balas
avatar
admin
5/11/16 2:52 AM ×

Adorei o CD , porém também concordo que esperava que estivesse um pouco mais Pentecostal .

Balas
avatar
admin
Anônimo
5/11/16 3:38 AM ×

Ainda bem que na escolha do repertorio a Damares não se importa com opiniões alheias, pois o que para uns não é legal pra outros é bom. Essa análise não representa uma opinião de massa, a analise mesmo teremos daqui uns meses e com certeza sera mais um sucesso!

Balas
avatar
admin
Anônimo
5/11/16 9:44 AM ×

Concordo que faltou um pouco mais de arranjos com coros elaborados para conjunto,mas em síntese o CD é muito bom,canções de adoração que exaltam a Deus!

Balas
avatar
admin
5/11/16 11:44 AM ×

Senti falta do nome dos compositores.

Balas
avatar
admin
Anônimo
5/11/16 12:10 PM ×

Que CD maravilhoso meu Deus! Já chorei ouvindo! Coisa de Deus mesmo! Parabéns a Damares por mais uma vez nos surpreender com esta obra prima.

Balas
avatar
admin
5/11/16 2:01 PM ×

Adorei essa analise, não vejo a hora de comprar o meu logo, apesar que eu posso ouvir no Spotify, mas prefiro ouvir pela primeira vez no cd e com o som bem alto

Balas
avatar
admin
Anônimo
6/11/16 7:15 AM ×

Sem palavras pra esse CD da Damares. Simplesmente ESPETACULAR! E quem disser que não gostou ou colocar defeitos, ou tem algum problema de audição, ou é inveja das bravas.

Balas
avatar
admin
6/11/16 4:02 PM ×

Compramos o CD pelo Google Play e não aparecem os nomes dos compositores. Infelizmente.

Balas
avatar
admin
Anônimo
6/11/16 4:43 PM ×

MEU DEUS ESSE CD É MUITO CHATO E SEM GRAÇA, NA MINHA IGREJA NINGUÉM GOSTOU.

Balas
avatar
admin
Anônimo
7/11/16 5:50 AM ×

Ela veio mais adoração, perfeito em sua voz, apesar de preferir o pentecostal. MAS o CD tá muito bom.sucesso.

Balas
avatar
admin
7/11/16 9:20 AM ×

CD tá Maravilhosooooooooo
Melhor CD de 2016. Belíssimo Trabalho Deus seja Louvado.

Balas
avatar
admin
Anônimo
7/11/16 4:02 PM ×

Melhor CD do ano com certeza.

Balas
avatar
admin
Anônimo
8/11/16 2:42 PM ×

Os melhores do ano somos a igreja e obra prima.

Balas
avatar
admin
Anônimo
8/11/16 8:14 PM ×

Cd ruim ... Povo cego .. Só vai vender por que ta escrito Damares na capa .

Balas
avatar
admin
Anônimo
10/11/16 8:32 AM ×

Viciei, não paro de ouvir. Correndo comprar o CD e o playback. CD lindo, produção impecável.

Balas
avatar
admin
Anônimo
10/11/16 9:37 PM ×

Junto com o CD "Somos a Igreja" da Elaine de Jesus, estes são os melhores do ano.

Balas
avatar
admin
Anônimo
11/11/16 12:54 AM ×

Não acho que tem ninguém cego até porquê agente não vê a música e sim se ouve

Balas
avatar
admin
Anônimo
11/11/16 12:59 AM ×

As vezes a mudança para nós é difícil porquê estamos a consumado só com que gostamos não foi fácil para eu identificar com damares na adoração por ter ouvido ela sempre no pentecostal mas o CD está ótimo é só meditar nas letras que você vai sentir a mesma unção a mando esse novo CD

Balas
avatar
admin
16/11/16 11:23 AM ×

Um cd que exalta ao Senhor. Muita gente tava esperando um cd Egocentrista, dizendo que o homem é obra prima, etc.... Mas, pah, vem Damares com um cd de adoração. Glória a Deus.

Balas
avatar
admin
Anônimo
17/11/16 6:28 AM ×

ESTA OTIMO , ELA INOVOU E DEIXOU PRA TRAZ A EXALTAÇÃO HUMANA .FOCANDO MAS NA ADORACAO !

Balas
avatar
admin
Anônimo
19/11/16 5:02 AM ×

Vdd, adoração pura.

Balas
avatar
admin
27/11/16 8:34 AM ×

A canção "Perfeito Louvor" é regravação da Cristina Mel do cd "Ame Mesmo Assim", pela MK Music, composição de Anderson Freire!
https://youtu.be/rj2qasy62-8

Balas
avatar
admin

O Olhar Pentecostal sempre traz as melhores novidades do meio pentecostal e também sempre abre espaço para que o público possa opinar.
Mesmo aceitando todo tipo de pensamento livre, iremos manter a moderação de publicação prezando sempre pelo respeito e organização. Desde já agradeço a todos! Mostrar Conversão Esconder Conversão Mostrar Emoticon Esconder Emoticons

Obrigado pelo seu comentário